quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Feliz Ano Novo

     O ano de 2013 foi de longe o mais difícil da minha vida. Ano que começou e terminou com a morte de gente amada, ano que correu com a perda de pessoas especiais. Ano em que eu vi amigos sofrendo, perdendo. Ano de guerra na área da saúde, que pra falar a verdade, não me abalou profundamente, mas deu susto sim.
     Apesar disso tudo não foi, sem dúvidas, o ano em que eu mais chorei. Foi um ano em que sorri muito. Me casei, viajei - Rio de Janeiro, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Santa Catarina, várias cidades do interior - logo eu que tinha saído tão pouco de São Paulo na vida. Finalmente "aprendi" a dirigir, entre aspas ainda. Corri, parei, andei, realizei, chorei e ri muito. Ri de mim, ri dos outros. Li menos, ouvi pouca música. Orei demais. Andei de avião, moto, quadriciculo, gaiola, helicóptero. Vivi fortes e intensas emoções.
     O ano correu me ensinando a amar, a fazer e desfazer alguns laços. Ano de nascimento, de curas, do milagre Igor. Ano em que vi a ciência tornar atrás e o sábio se confundir. Ano em que eu percebi amar mais minha família do que eu imaginava, ano em que eu descobri o que tanto as pessoas falavam sobre casamento. Aquela frase "você só vai entender depois que casar" faz mesmo todo sentido agora.
     Ano em que fui mais amável, mais tolerante, mais sincera, mais madura menos melindrada,  porque a vida pediu, me ensinou. Fui mais leve... Liguei menos para coisas que não mereciam tanta importância. Não emagreci, não fiz nenhum curso, não realizei todas as metas. Conquistei o que nem imaginava conquistar.
     Ganhei uma gata porque eu queria, um cachorro porque veio com meu marido. Ganhei uma casa vermelha e flores, uma linda jardineira pendurada na janela, quem passa em frente de casa vê. Meu novo jardim, real. Mas quem rega não sou eu, ele quem cuida das plantas. Elas são minhas porque são dele. Até a roseira que eu escolhi.
     Tive fé e tenho ainda mais fé para o ano que nasce. Uma etapa se acaba e dá, naturalmente, espaço ao futuro - como na verdade acontece todo dia. Novos objetivos e sonhos que vou atingir. Estar aqui para viver 2014 já é o milagre. Que venha o ano novo.


Um comentário:

  1. adorei seu post ...e adorei ter ido ao seu casamento...e conta comigo pra o que precisar bjs se cuida

    ResponderExcluir